sábado, 2 de julho de 2011

Convite ao Funeral

Sua vida ia bem, obrigada! Pela primeira vez, ela valorizava o seu mundo que era infinitamente particular.Acreditou que merecia ser feliz, e isso é o primeiro passo para a vitória.Mas quem ela queria enganar? Por mais que mostrasse para os outros que era forte e inabalável, por dentro era uma criatura totalmente indefesa e sensível. Não queria sentir rancor e ódio, pois isso machucava ainda mais o seu coração que necessitava de ajuda, mas era inevitável, ela percebia que estava impotente diante das lembranças ruins que tanto queria se libertar! Sua vida não ia bem...

Por que machucar gratuitamente, alguém que só proporcionou felicidade? Ela perguntou para si e para os outros, mas não obteve uma resposta compreensível. Indignou-se mais ainda, pois sentia que isso não ajudava em seu tratamento sentimental,onde em vários momentos de delírio, pensou que esse sentimento de dor poderia ser uma doença incurável,nem ousava imaginar algo tão sério. Ela sabia que o tempo era o seu remédio ruim, mas necessário para continuar sobrevivendo. Ela já não era mais saudável,até tentava abrir a porta do seu coração para um outro alguém, mas sempre fechava com ignorância, não fazia por mal..O seu instinto de autodefesa era mais forte, já que não suportaria ser enganada novamente.Finalmente deu razão para Shakespeare, onde ela devia aprender que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar.Portanto, plante seu jardim e decorre sua alma, em vez de esperar que alguém lhe traga flores.

Seu medo era não esquecer, pensava nisso diariamente...Mas o ato de pensar em não esquecer, ela acabava pensando.Menina, precisa acordar...Agir é bem diferente do que concordar com Shakespeare. Não está ajudando a si mesma, isso é um triste fato, no entanto, nem tudo está perdido...O mundo estava alí gritando por ela,  a sua alma era jovem e não era a hora de dar óbito em seu coração,recusou o convite ao funeral do seu coração,queria  naquele momento,encontrar o prazer em viver, ela tinha somente que aprender!

Srta G
23/06/2011

Um comentário:

  1. Muito grata!;*
    A postagem ficou melhor no seu blog ;)

    Beijos ,


    Srta G

    ResponderExcluir